{Travesseiro } spacer
spacer
spacer

{27.2.04}

 
Aqui jaz um blog
posted by Juliana 10:41


{15.1.04}

 
Há exatos quatro dias ando com um livrinho debaixo do braço aonde quer que eu vá, como quem não consegue se desfazer de um amoleto da sorte. Sempre que desejo viajar por outros mundos, nem que esse mundo seja uma ilha que vive em frente a mim, abro-o e leio um pedacinho, desfrutando das últimas páginas que restam. E quanto mais leio, mais sinto vontade de que aquelas histórias não terminem. E quando o leio, sou tomada por uma vontade inexplicável de eternizar essa leitura. Sou tomada por sentimentos leves, sublimes e me delicio.
Na verdade, esse livrinho enfeitava a minha estante há praticamente um ano. Mas uma tal de monografia corroía minha consciência toda vez que eu tentava ler qualquer livro que não fosse os técnicos voltados a comunicação e a educação à distância. Eis que o tempo de monografia passou e uma das coisas que me são tão preciosas que pude voltar a fazer com tranqüilidade, foi ler. Ler descompromissadamente, ler o que dá vontade, o que desperta minha atração. E foi esse livrinho de nome comprido, girassol na capa e várias histórias deliciosas como recheio, que despertou em mim maior atração.
Outro dia quando chegava ao trabalho, fui abordada pela moça da recepção que se dizia curiosa para ver direito a capa da "agenda" que eu carregava há 3 dias, ela queria uma igual. Eu ri, mal pude dizer para ela o que aquela "agenda" reservava em suas entranhas.
Seria até redundância dizer que em muitos momentos me pareço com a Ana, a personagem que ora se confunde com a autora e que habita todos aqueles que esperam, pacientemente esperam...
posted by Juliana 02:09


{9.1.04}

 
Da série "Eu não tenho o que fazer"


01-) Nome verdadeiro: Juliana

02-) Nicks/Apelidos: Ju, Juju e Juli

03-) Local e data de nascimento: Ipiaú/Ba, 14/05/1980

04-) Local onde mora atualmente: Salvador - BA

05-) Signo: Touro

06-) Idade: 23 anos

07-) Sexo: Feminino. A resposta poderia ser também: Sexo é muito gostoso, excitante e saudável, portanto, não deve ser tratado como um tabu. Mas é também algo muito íntimo e por isso não deve ser tratado com banalidade.

08-) Altura e peso: 1,70m e 86kg.

09-) Cor dos olhos e cabelos: Olhos castanhos escuros, cabelos lisos, compridos e pretos.

10-) Marca de nascença: Duas pintinhas entre os seios. Tenho uma foto delas, quer ver?

11-) Qualidades: Inteligente, perspicaz, bem humorada, fiel, carinhosa e atenciosa.

12-) Defeitos: Teimosa, desconfiada, ciumenta e mandona.

13-) Estado civil: Solteira

14-) Tem filhos: Ainda não, mas adoraria tê-los.

15-) Profissão: Comunicóloga.

16-) Fuma: Não

17-) Bebe: Não tenho o hábito de beber, mas a depender do poder de persuasão da companhia, tomo uma taça de vinho.

18-) Usa ou usou algum tipo de droga: Ilícitas? Nenhuma. Mas uso Windows, que também é uma droga, né?

19-) Uma cor: A cor do pecado, embora não goste de novela.

20-) Um perfume: Odor natural. Mas gosto também das colônias de bebê para dormir e do Paloma Picasso para fazer amor.

21-) Uma comida: Frutos do mar.

22-) Um lugar: Meu quarto, minha casa.

23-) Uma bebiba: Água de coco

24-) Melhor cantor: João Bosco

25-) Pior cantor: Xandy

26-) Melhor cantora: Elis Regina

27-) Pior cantora: Kely Key

28-) Melhor ator: Lima Duarte

29-) Melhor atriz: Fernanda Montenegro

30-) Homem feio: Os burros. Ou para ser mais sutil: os pouco inteligentes.

31-) Homem bonito: Inteligente, bem humorado, educado e apaixonado. Homem apaixonado fica bonito, né?

32-) Mulher feia: As arrogantes.

33-) Mulher bonita: Em ordem alfabética: Ana Paula Padrão, Ângela Vieira, Angelina Jolie.... São muitas.

34-) Melhor presente: A companhia de quem se gosta.

35-) O que tem no seu fundo de tela: Uma foto minha. Narcisista, não?

36-) Uma data especial: Gosto do dia do meu aniversário, que também é o dia do aniversário do meu pai. Tenho sempre a sensação de que é um dia especial, fico extremamente sensível nessa data.

37-) Quanto tempo faz que deu um beijo: Ah? É... Bem, quer dizer. Tem uma semana, se não me engano...Rs!

38-) Uma canção: “Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho...”

39-) Um hobby/passatempo: Ler, escrever, navegar na internet.

40-) Uma frase: As clichês.

41-) Melhor filme: O Fabuloso Destino de Amelie Poulain.

42-) Pior filme: Senhor dos Anéis. Não sou muito amiga das trilogias.

43-) Um lugar do mundo que gostaria de conhecer: A Índia e a Europa

44-) Um lugar do Brasil que gostaria de conhecer: Fernando de Noronha, os Lençóis Maranhenses, o Sul do País.

45-) Um livro: Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres – Clarisse Lispector, Budapeste – Chico Buarque, As Meninas – Lígia Fagundes Telles. Os livros que estou lendo normalmente são os que me parecem os melhores. Me apaixono pelo livro durante a leitura.

46-) O que te deixa mais sem graça: Um olhar insinuante.

47-) Melhor viagem: Para o Rio, sempre!

48-) Algum vicio: Estralar os dedos, passar as mãos pelo cabelo quando estou envergonhada. A internet também é outro vício.

49-) Time do coração: Brasil. Ei, Não ria!

50-) Site favorito: Não tenho um específico

51-) Site pessoal: Não tenho.

52-) Blog: http://travesseiro.blogspot.com

53-) ICQ e MSN: 137189876 jpestanas@hotmail.com

54-) Onde gostaria de estar nesse momento: Aqui, agora. Bem acompanhada ficaria melhor, né?

55-) Acredita em Deus: Acredito

56-) Religião: Sigo o “Julianismo”, mas sou católica por formação. Na verdade sou católica de ABC, sabe? Aniversário, Batizado e Casamento. Rs!

57-) O que você pensa sobre a morte: Penso que por mais que ela seja inevitável, nunca estaremos mesmo preparados, né?

58-) Algo que você tenha se arrependido de ter feito: Ter começado a responder esse questionário...Rs! O problema é que determinei esse ano que irei terminar tudo o que começar, não posso quebrar a promessa no primeiro obstáculo, né?

59-) Quando foi a última vez que chorou: Ontem à noite.

60-) Quando foi a última vez que sorriu: Acabei de sorrir. Parei para contar quantos “né?” já coloquei até a 60ª pergunta. Ia voltar para acrescentar o “né?” no roll dos vícios/manias, mas fiquei com preguiça. Sou baiana, pô!

61-) O que você odeia que digam à você: Para ter calma. Só perco a calma quando me dizem: Fique calma!

62-) Com quem você gostaria de passar as próximas férias: Com você.

63-) Animal de estimação: Puppy

64-) Você coleciona algo: Coleciono histórias bonitas

65-) Você é senhador (a): Achava que não, até que comecei a responder a pergunta de número 62. (Não me diga que você vai voltar para conferir qual foi a pergunta... Curioso!)

66-) Objeto que mais usa: Computador

67-) Uma mania: Vixi! Respondi os vícios como se fossem manias também...

68-) Banda preferida: Manah, The Corrs,

69-) No que pensa nesse exato momento: “Quem será que vai ler isso aqui? Quem será esse tal de “você”?

71-) Está apaixonado (a): Sempre estou. Sabe-se lá pelo quê.

72-) Uma flor: Meu bonsai dá flores e frutos. E fica lindo quando florido.

73-) Época do ano mais odiada: Agosto. Dizem que agosto é o mês do desgosto. Estou começando a levar isso a sério...

74-) Época do ano mais adorada: Gosto do ânimo do verão, embora não tolere o calor.

76-) Uma vontade: Fazer amor.

77-) Um mico: São tantos, mas não me recordo de nenhum agora.

78-) Um momento de sorte: Essas perguntas já estão exigindo demais da minha memória.

79-) Palavras que você gosta: Eu te amo

80-) Palavras que você não gosta: As fora de hora

81-) Uma alegria: Alegria? Ter vindo morar em Salvador? Uma angústia? O dia em que vim morar em Salvador.

83-) Um medo: Tenho medo de ter medo.

84-) Uma pessoa sexy e gostosa: George Cloney

85-) Pessoa mais importante para você: Minha família

86-) Já se arrependeu de ter ficado/transado/namorado alguém: Já.

87-) Pessoa dos seus sonhos: A pessoa dos meus sonhos não tem rosto, nem nome e nem sei se existe. Procuro por ela, você a viu passar por aqui?

88-) Para você o que é mais importante: Honestidade, entrega e equilíbrio

89-) O que você mais gosta na vida: Minha família, meus amigos. Gosto de fazer amor, de estar apaixonada. Gosto também da minha profissão, dos meus livros, da minha imaginação...

90-) Melhores amigos on line/off line: Um rebanho de doido que me adotou num programa chamado IRC e uns e outros que compõem a minha lista no MSN.

91-) Frase que mais usa: “Não Sei”. Não, você não entendeu. Eu sei qual a frase que mais uso, “não sei” é a tal frase.

92-) Jogo de tabuleiro preferido: Tem que ser de tabuleiro? Não tem nenhum que prefiro, mas adoro jogar buraco (conhece?) e dominó.

93-) Revista favorita: Vixi! Tá complicado. Embora eu tenha 6 assinaturas diferentes, as revistas andam numa decadência de deixar qualquer um sem revista favorita.

94-) Piercing ou tattoo: Se eu não enjoasse tão fácil dessas coisas, colocaria uma nota musical entre a orelha e a nuca e uma lagartixa no pé.

95-) Pior sentimento: Arrogância.

96-) Melhor sentimento: Amor. Incondicional!

97-) Você se dá bem com seus pais: Muito bem! Minha família é tudo que tenho, minha maior preciosidade.

98-) Melhor aula: As aulas de Teoria da Comunicação. Aquele professor mexicano tinha as mãos mais lindas que já vi na vida.

99-) Parte do seu corpo que mais gosta: Gosto dos olhos.

100-) Parte do seu corpo que menos gosta: Barriga. Dizem que pior que barriga grande, é barriga branca. A minha tá branca e grande!

101-) Destro (a)/canhoto (a)/ambidestro (a): Sou uma menina direita, rapá! Rs.

103-) Nota 0: Para hipocrisia.

104-) Emprego dos seus sonhos: O melhor emprego do mundo deve ser da trupe do Casseta & Planeta, que ganha muito para pensar besteira. Eu penso muita besteira e não ganho nada por isso.

105-) De que cor tinjiria seu cabelo: Preto

106-) Número: Os do meu telefone. Aceita? Rs!

107-) Cor das paredes do seu quarto: Brancas

108-) Já tirou foto nu (a): Não

109-) Lugar mais exótico para fazer sexo: Prefiro o conforto da cama, mas na praia deve ser bom também, no carro, na cozinha, em baixo da mesa, em cima, de costas, de quatro, em pé, de cabeça para baixo. Continuo?

110-) Já transou com pessoas do mesmo sexo: Não

111-) Uma posição sexual: De quatro.

112-) Vale tudo em quatro paredes: Vale tudo que dê prazer aos dois.

113-) Você é preconceituoso (A): Infelizmente, sou. Com algumas poucas coisas, mas ainda sou. Eu receberia a nota zero que acabei de dar para hipocrisia se dissesse que não. Mas estou tentando melhorar.

114-) Quando você morrer o que quer escrito em sua lápide: “Aqui jaz uma mulher contrariada”. Cá pra nós, com tanta coisa boa para fazer nessa vida, morrer é uma contrariedade, né?

115-) Já fez alguma cirurgia: Sim, já fiz 2. Uma nas amígdalas e outra de vesícula.

116-) Tem algum problema de saúde ou psicológico: Tenho rinite alérgica.

117-) O que você mais quer da vida: Saber viver.

118-) O que você acha de "ser alguém do séc. XXI": Uma condição. Seria o máximo também ser alguém do século XVIII.

119-) Já fez algum trabalho voluntário: Já.

120-) Amar é.... É entrega, é falta de conceitos, é simbiose.

121-) Solidão é.... Vazio, ausência, dor. Preciso sentir calor humano (sem exageros, tá?), a presença do outro, o toque, o contato. Preciso sentir meus sentimentos misturados aos alheios, afinal somos uma coisa só.

122-) Fico muito chateado (a) quando: Não cumprem o que prometem. E eu prometi alguma coisa?

123-) Os seres humanos: São intrigantes. O Freud diria: Complexos. Eu endosso o coro.

124-) O tempo passou e eu... Vou junto!

125-) Eu? Sou suspeita para falar de mim. Complete a frase você: Juliana é...

126-) 1º beijos, quando e onde Na casa de um colega, aos 15 anos.

127-) 1º contato com sexo, quando e onde: Acho que aos 13 anos, quando juntava com as amigas para assistir - escondido, diga-se de passagem - Sexta-sexy da Band...Rs!

128-) 1ª vez, quando e onde: Com meu ex noivo, no motel, aos 20 anos.

129-) Quantos ex-namorados (a): Depende da perspectiva. Minha família responderia 3. Eu responderia 4 ou 5.

130-) Quantos amantes: Nenhum.
posted by Juliana 20:49


{5.1.04}

 
Para mim, 2003 foi um ano de muito amadurecimento emocional. Passei um ano de reflexão, um pouco de angústia e solidão. Embora esse seja um processo um pouco doloroso, é algo que tem sua importância preservada no desenrolar da vida. Os planos insinuam que em 2004 entro em um processo (dessa vez de ordem prática) de mudanças. É chegada a hora de colocar em cheque o resultado de tantas reflexões.

posted by Juliana 14:55


{19.12.03}

 
A ansiedade é ácido. Corrói. O problema é que corroi justo o que tenho de mais sensível: a alma.
posted by Juliana 22:29


{15.10.03}

 
Blog tour:

"Tenho fome de sol quando chove demais, cheiro de terra molhada quando o sol castiga. Tenho fome de fruta mordida quando me sinto doce, goiabada com queijo quando salgo o dia. Fome de espanto, de passos de dança e de água na boca. Fome de beijo quando tenho sede e um desesperado desejo por amoras" - Afrodite

"e há outros espaços, sempre há! outros momentos - a gente é que, às vezes, não percebe! as chances não param de pular na nossa cara, os amores ocupam cada pérgola, dentro de cada concha há uma pérola, só é preciso o instrumento certo para libertar o que está guardado" - Ele, né? Quem mais seria?

"Quero o burburinho da casa lotada. O silêncio me cansa. Quero o silêncio completo e absoluto. Esse burburinho me cansa" - Adriana

"abriu o farol. tchau!" - Zel
posted by Juliana 13:44


{13.10.03}

 
Ix !
posted by Juliana 10:16
 
Escritos de algum lugar...

Quero o verbo conjugado sem receios, sem temor. Quero o carinho da companhia, o calor da cumplicidade. Quero o conforto de um colo quente, um beijo terno, o sexo selvagem. Quero me despir, estar inteira, relevada. Quero o mergulho, a profundidade, a entrega, a alma e as víceras.

posted by Juliana 00:03


{9.10.03}

 
Cansei dessa trilha incidental sussurrando em meus ouvidos aonde quer que eu vá. Cansei de ser multidão e carregar em mim meio milhão de gente contraditória. Cansei de nadar, nadar e morrer na praia. De me encher de vazio e me perder. Cansei das palavras e da sua ausência. Preciso redescobrir o nada, romper a quarta parede que me cerca por todos os lados. Preciso me desintoxicar, me libertar desse ácido que mina gota a gota em minha boca. Há de se estancar o sangue, mas ainda sou hemorragia. Cansei de ser entrelinhas. Cansei de ser adjetivo. Sou verbo. Verbo transitivo direto. Estou cansada. Preciso dormir e dormir e dormir...
posted by Juliana 11:59


{9.9.03}

 
Recebi e repassei:



Libere um LIVRO!

Na manhã de 11 setembro 2003 não se esqueça de sair munido de um livro que seja importante para você. Um livro que tenha mudado sua maneira de ver o mundo. Ou que você acredite que possa mudar a vida de alguém, de alguma forma. Escreva uma dedicatória... e o libere! Libere-o na via pública, sobre um banco, no metrô, no ônibus, em um café... a mercê de um leitor desconhecido.
E você? Adotará um livro que esteja em seu caminho, caso ele surja?
O dia 11 setembro agora não será mais um aniversário fúnebre, e sim um dia de troca de energia e doação. Juntos, transformaremos esta data em um ato de criatividade e generosidade.
A mobilização será geral em Bruxelas, Paris, Florença e São Francisco. Vamos fazer isso também em nossas cidades aqui no Brasil. Nas cidades citadas, um grupo de escritores, leitores e amantes dos livros em geral, liberarão seus livros, em lugar público.
Engaje-se nessa idéia também e faça circular essa informação!
posted by Juliana 11:46


{12.8.03}

 


Viagem ao imaginário

A proposta era conhecer a si próprio através de mitos e símbolos. Então deitei e procurei me concentrar na própria respiração. Uma voz ao fundo me conduzia a uma viagem surreal. Sentia o peso do corpo sobre a cama, as artérias bombeando sangue, enquanto uma brisa agradável acariciava meu rosto. Diante de uma tela branca, surgia a imagem de Vênus. Na verdade, a representação do quadro do pintor italiano Sandro Boticelli, O Nascimento de Vênus. E então a deusa da beleza emergia da espuma do mar, fecundada pelo sangue de Urano, simbolizando o amor e a sensualidade, mas também a fúria. Sim, a fúria. Estava implícito, eu sabia desde o início. Havia também um homem. Não, não era um homem assim, simplesmente. Era um rei, pertencente a uma dinastia romana que caminhava numa biga por entre os povos. Gente de poder e tradição. Fui riacho de água límpida. Fui uma naja a procura de um oásis pelo deserto. Estive num campo verde, margeado por uma floresta densa. Era capaz de sentir o cheiro de jasmim entrar em minhas narinas. Usava chapéu de palha e um vestido de flor lilás de laço nas costas. E assim fiquei laçada naquelas imagens, até que um pássaro sem pernas me leva a outros vôos.
posted by Juliana 10:49


{8.8.03}

 
Aqui uma proposta muito louca de apropriação da cidade através das novas tecnologias.
posted by Juliana 17:46
 
A foto sem o trabalho do giz e carvão.


posted by Juliana 13:26
 
Primeiro entrei com os pés, agora o rosto. Numa foto de uns 4 anos atrás. Trabalhada com giz e carvão.


posted by Juliana 13:18


{27.7.03}

 
Fragmentos. Palavra por palavra. Separadas em pontos. Pontos de seguimento. Mas ainda pontos. Verbo (mal) conjugado. Fases. Ciclos se abrem e se fecham. Oscilam. Separados em pontos. Pontos de seguimento. Sonhos em um segundo. Tudo junto agora. E mais pontos. Outros pontos de seguimento.
posted by Juliana 16:25
 
"Meu coração não se cansa de ter esperança de um dia ter tudo que quer..."
posted by Juliana 14:59


{26.7.03}

 
Eu já havia postado esse texto aqui há um tempo atrás, e achei por bem posta-lo novamente. O motivo? Ah! É auto-explicativo...


O Convite - Oriah Mountain Dreamer

"Não me interessa o que você faz para viver. Quero saber o que você deseja ardentemente, e se você se atreve a sonhar em encontrar os desejos do seu coração.

Não me interessa quantos anos você tem. Quero saber se você se arriscaria a aparentar que é um tolo por amor, por seus sonhos, pela aventura de estar vivo. Não me interessa quais os planetas que estão em quadratura com a sua lua. Quero saber se você tocou o centro de sua própria tristeza, se você se tornou mais aberto por causa das traições da vida, ou se tornou murcho e fechado por medo das futuras mágoas.

Quero saber se você pode sentar-se com a dor, minha ou sua, sem se mexer para escondê-la, tentar diminuí-la ou tratá-la. Quero saber se você pode conviver com a alegria, minha ou sua, se você pode dançar loucamente e deixar que o êxtase tome conta de você dos pés à cabeça, sem a cautela de ser cuidadoso, de ser realista ou de lembrar das limitações de ser humano.

Não me interessa se a história que você está contando é verdadeira. Quero saber se você pode desapontar alguém para ser verdadeiro com você mesmo; se você pode suportar acusações de traição e não trair sua própria alma. Quero saber se você pode ser leal, e portanto, confiável.

Quero saber se você pode ver a beleza mesmo quando o que vê não seja bonito todos os dias, e se você pode buscar a fonte de sua vida da presença de Deus. Quero saber se você pode conviver com o fracasso, seu e meu, e ainda postar-se à beira de um lago e gritar à lua cheia prateada: "Sim!"

Não me interessa saber onde mora e quanto dinheiro você tem. Quero saber se você pode levantar depois de uma noite de tristeza e desespero, cansado e machucado até os ossos e fazer o que tem que ser feito para as crianças.

Não me interessa quem você é, como chegou até aqui. Quero saber se você vai se postar no meio do fogo comigo e não vai se encolher.

Não me interessa onde ou o que ou com quem você estudou. Quero saber o que o segura por dentro quando tudo o mais fracassa. Quero saber se você pode ficar só consigo mesmo e se você verdadeiramente gosta da companhia que consegue nos momentos vazios."
posted by Juliana 22:02


{15.7.03}

 
Já comentei sobre o pôr-do-sol aqui na Assessoria, né?


posted by Juliana 19:46


{4.7.03}

 
"Ele não é o meu tipo. Em dias normais eu jamais me apaixonaria por ele. Mentira. Ele é exatamente o meu número de homem, e eu tinha um cardápio variadíssimo. Entre todos, ele. O cardápio continua lá. Eu é que perdi a fome. Perdi aquela alegria pré-gastronômica, aquele sorriso matreiro na hora do pedido ao maitre".
Pescado no Shaggapress
posted by Juliana 12:14


{3.7.03}

 
O pôr-do-sol aqui na Assessoria me faz crer que ainda posso ser supreendida com as coisas simples da vida.
posted by Juliana 18:13


{30.6.03}

 
Eu sei que você nunca autorizou fazer plano para nós dois. Mas o silêncio da noite me rouba a razão e não me permite controlar os impulsos. Então planejo contemplar teu sorriso, velar o teu sono e te amar. Presa a teu corpo, sinto teu coração pulsar em mim, fonte de desejo, meu sonho bom. Toda noite te entrego minha alma para ser embalada. E como criança, durmo em seu colo e silencio a dor.
posted by Juliana 20:04
 
Não sou carioca e nem fluminense, mas sou simpatizante e estou nessa causa. Levanta Rio, um blog CFS (cariocas, fluminenses e simpatizantes) que tem como objetivo de "tornar públicas algumas manifestações - individuais e livres - daqueles que, de alguma forma, se interessam em contribuir para resgatar os valores e exaltar uma cidade que muito tem o que dizer e muito dá o que falar".
posted by Juliana 15:29
 
Será que elas sabem que quando você goza é comigo que você está? Que os beijos foram pra mim e cada gota de suor? Será que sabem que nos seus silêncios é comigo que você conversa e na hora dos seus mistérios estamos de mãos dadas lembrando do passado e sonhando pro futuro? Que sou eu a Dulcinéa que te acompanha nas lutas quixotescas contra os moinhos de vento de suas fantasias, elas sabem? E sabem que você é um caipira turrão que mente a idade e é pão-duro de doer? Não, bobo, isso elas não sabem porque você não entrega o ouro tão cedo, aliás, melhor contar que você não entrega nunca. E você sabe que eu nem consigo deitar com outro, porque meu corpo grita NÃO, e me chama de prostituta?"
Maitê Proença na crônica da Época"
posted by Juliana 14:10


{29.6.03}

 

posted by Juliana 23:10
 
Há de existir cores mais intensas que habitem um coração adormecido por um domingo de sol. O silêncio tem boca e fala mais que os sons. Ouvindo o barulho do silêncio, uma dor sem origem vem fazer sangrar a alma desamparada. A dor que é compulsão e estada. A dor que arde, queima e fere. A dor que estrangula. A dor.
posted by Juliana 22:49


{26.6.03}

 
Ao que parece, tudo está resolvido. Passado o susto, só me resta agradecer a essa moça pela ajuda. Obrigada!
posted by Juliana 23:59
 
Não sei o que se passa com o Blogger. Depois de tanto tempo sem aparecer, tudo aqui parece mudado. Esquisito até. A começar pelos acentos. Não sei o que houve, mas de toda sorte, vou recorrer a minha mucama Ela não há de falhar! Risos
posted by Juliana 11:34
 
Chuva de fogos aponta para as três Maria e escorrega céu à baixo em cascata. Palavras-chaves denunciam o sentido e o sentir. Revela. Desvenda. Peças soltas de um quebra-cabeça que aos poucos vai sendo montado. Entrelaçado. Amontoado. Medos e receios esculpiram juntos uma história híbrida. Tempo que destrói e reconstrói. Fascina. Desbaratina. Azucrina. Minha sina.
posted by Juliana 11:28


{11.6.03}

 
"Ilha não é só um pedaço de terra cercado de água por tudo quanto é lado. Ilha é qualquer coisa que se desprendeu de qualquer continente. Por exemplo: um garoto tímido abandonado pelos amigos no recreio, é uma ilha. Um velho que esperou a visita dos netos no Natal e não apareceu ninguém, é uma ilha. Até um cara assoviando leve, bem humorado, numa rua cheia de trânsito e stress, é uma ilha. Tudo na gente que não morreu, cercado por tudo o que mataram, é uma ilha. Toda ilha é verde. Uma folha caindo é ilha cercada de vento por tudo quanto é lado. Até a lágrima é ilha, deslizando no oceano da cara."
Oswaldo Montenegro
posted by Juliana 17:38
 
Como em Salvador não faz frio, é preciso aproveitar os dias chuvosos para tomar chocolate quente.
posted by Juliana 17:03
 
2 xícaras de leite
1 colher de chá de chocolate em pó
50g de chocolate meio amargo
***
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até o chocolate meio amargo derreter por completo.
posted by Juliana 17:03

spacer